« Geikos and Maikos | Main | M&M in Kyoto: Day 4 »

M&M in Kyoto: Day 3

No terceiro dia em Kyoto fizemos um programa diferente. Pegamos o trem, viajamos por menos de uma hora até a cidade vizinha Arashiyama e passamos o dia lá. Foi um passeio bastante tranqüilo, ensolarado e agradável. Andamos por todos os cantos da cidade a pé e de mãos dadas. Nosso principal destino era o Monkey Park, área florestal onde macacos da neve (Japanese Snow Macaques) vivem livres e selvagens.

É uma caminhada íngrime, por entre a floresta, que deixa tudo mais especial. No topo do monte Iwatayama existe um campo de observação, um abrigo onde os turistas encontram água, banheiro e alguns snacks. Funcionários do parque ficam vigiando de lá todo o comportamento dos macacos (e dos turistas também), aplacam eventuais brigas, dão assistência veterinária, estudam os primatas. Lá também é possível comprar pacotes de maçãs em cubinhos e amendoins para alimentar os muitos macacos que ficam por ali.

Alcançamos o campo de observação em meia hora e ficamos surpresos com o número de macacos nos esperando ali. Grandes, pequenos, filhotinhos, velhinhos, toda a família reunida. E a vista do topo da Iwatayama era bem bacana, só então que nos demos conta de quão alto estávamos.

IMG_3963.jpg

Ficamos observando os macacos ali em volta de nós, soltos e livres. Depois fomos pro abrigo, que tem todas as suas janelas cercadas de tela para os macacos não entrarem. Então não se engane nas fotos: eles estão do lado de fora da tela e nós é que estavamos "enjaulados", para variar. Eles ficam na janela e esticam o bração para dentro da casa, pedindo comida. Nós compramos três pacotes de maçã e um pacote de amendoim. Ah, como amei ficar ali alimentando os bichinhos, coisa que nenhum zoológico permite, obviamente. Mas ali os macacos são bem controlados, há várias regras, todos eles têm nomes, todos têm acompanhamento nutricional.

E ficamos tão encantados de perceber que se você oferecer um pedaço de maçã segurando-o entre seus dedos, os macacos puxam o pedaço com força. Ao invés disso, se você colocar o pedaço de maçã na palma da sua mão e oferecer, eles colocavam a mãozinha sobre a sua e pegam o pedaço com a maior delicadeza.

IMG_3972.jpg


Alimentamos vários deles, mas um ganhou minha atenção e fiquei sentada ao lado dele por muito tempo. Daí ele começou a fazer uma careta: arregar os olhos e abrir a boca em formato de "O", sem emitir nenhum som. Eu dei um pedaço de maçã. Daí eu fiz "O" com a boca e ele imitou. Dei outro pedaço. Fiz "O" de novo, ele imitou de novo, ganhou outro pedaço. Um outro macaco que estava assistindo veio correndo na janela, ficou do lado do outro, esticou a mão pra mim e fez "O". Morremos de rir. Em pouco tempo os dois ficavam fazendo "O" pra mim para ganhar mais comida. Encheram a pança de maçã e amendoim até nosso estoque acabar. Fofinhos.

Deixamos o abrigo e fomos explorar as áreas da floresta. Sentamos num canto e ficamos observando uma confusão que aconteceu entre um macho alfa e um outro coitadinho que todos pareciam querer atacar. Acho que ele era de outra família. Depois de muita gritaria, muita correria, muita comoção, os funcionários do parque intervieram e mandaram a macacada parar com a briga.

De barrigas cheias, logo os macacos saíram a procura de uma sombrinha para um cochilo da tarde. Uns pegavam um parceiro para examinar o pêlo a procura de pulgas ou afins, outros subiam em árvores para ter mais sossego, outros simplesmente dormiam onde estavam, com a cabeça caindo. Filhotinhos eram os únicos que não estavam interessados na siesta.

IMG_3993.jpg

E no meio desta calmaria aconteceu nosso incidente. Havia um macaco dormindo todo largado no chão. Martin se aproximou para tirar uma foto do rosto dele dormindo. O macaco acordou e assustou com a lente enfiada no focinho dele. Em um segundo ele levantou, mostrou os dentes e gritou como se fosse morder. Martin rapidamente levantou, virou de costas e se afastou. Vi o macaco ainda jogar o braço pra frente para dar um tapa na perna do Martin, mas não alcançou. Eu estava bem atrás do macaco e ele olhou pra mim e fez cara feia cheia de raiva. I haven't done nuffink!! Mais calmo, o macaco deitou e voltou a dormir em dois segundos. Tadinho, animais selvagens em sua maioria atacam porque estão amedrontados, não porque são violentos. A gente leva mesmo uma vida perigosa.

Descemos a montanha mais um pouco e descobrimos alguns macacos brincando no laguinho artificial. Nosso sonho era ver os macacos da neve no invernão, cobertos de neve, tomando banho nas piscinas aquecidas naturais. Mas macacos da neve brincando no lago em pleno calor do começo de outono deu pro gasto também.

CRW_3799.jpgIMG_4000.jpg

Deixamos o Monkey Park, almoçamos num restaurante de Udon (noodles grossos), compramos sorvetes de casquinha e passamos o resto da tarde perambulando pela charmosa Arashiyama. Caminhamos em volta do rio, depois pegamos um belíssimo caminho por entre o bambuzal, que aparece numa das cenas do filme Memórias de uma Gueixa (Sim, vi o filme, li o livro. O filme vale a pena se você tiver em mente que trata-se de uma ficção; a produção é de Spielberg, imagens caprichadas. Já o livro, well... li melhores).

CRW_3808.jpg IMG_4005.jpg

Pegamos o trem de volta a Kyoto, passeamos pelo centro e voltamos pro hotel, onde havíamos recebido um convite para participar de um coquetel em comemoração dos 6 meses da inauguração. Bebemos vinhos fantásticos, comemos mini sanduíches diversos e uma porção de outros aperitivos. Nhams!


5 Comentários

Oi Marcinha,
Agradeço a Deus pelo dom que Ele te deu,sua maneira de escrever me faz sorrir.
E vc me ajudou muito quando eu estava para vir morar em England(4/06),vc passou por tudo que estou passando agora.
Temos muito em comum,a mesma idade,tbem tenho um esposo fofo (Ingles)e acho que eles tem a mesma profissão .Faz dois anos que visito seu blog(o unico)mais agora resolvi ler tudo dez do inicio,hoje estou no cap. agosto 20, 2002
Síndrome de Giorgia.Gostaria imensamente de ligar pra vc um dia desses ,caso vc concorde e' claro.Seria uma imensa alegria ,me mande seu numero se concordar meu email e' lucruz001@yahoo.com
Hugs

Que macacos lindos! Amei a foto do macaco fazendo charme na grade. Totalmente poser!
Estou amando conhecer o Japão através de seus olhos.
bjs

Puxa que fofíssimos esses macacos!
As fotos ficaram ótimas, viu?
O incidente com o Martin foi engraçado!hehe ainda bem q o macaquinho não atacou...

Um beijão


Oi Marcia!
Eu fiquei querendo muito te dizer umas coisinhas...
Eu achei seu blog por causa de uma receita de pasta carbonara (pode isso?)e ja devo comecar agradecendo porque o meu macarrao ficou uma delicia!
Depois guardei seu endereco pra eu ver o blog, aos pouquinhos...Achei voce, de cara, uma pessoa muito especial.
me desculpe a intromissao, nao sei se somente os amigos e a familia tem o direito de ler a sua historia, mas eu gostei demais e fico voltando no tempo e sabendo um pouquinho mais de voce.
Obrigada por compartilhar historias tao bonitas - as vezes tristes, duras... - com a gente desse mundo cibernetico!
Seria um grande prazer conhece-la qualquer dia desses!
Desejo-lhe tudo de bom, uma vida cheia de felicidade e muitas lindas e alegres historias pra postar!!!!!!!
Um abraco,

Flavia.
(brasileira como voce, no momento imigrada na Holanda, com um boyfriend vivendo na Inglaterra...)

Desculpe te passei o endereço
do meu email com erro o correto contem o br no final
fica assim lucruz001@yahoo.com.br
espero que vc responda,quem sabe quando vcs voltarem possamos um dia nos encontrar
hugs