« Between Heaven and Hell | Main | The Reason Why Birds Are Not Decorators »

Pepe is Back

Desde que voltamos do Brasil não recebíamos mais a distinta visita de Pepe e seus Pepeletes. Depois de três semanas sem comida grátis era de se esperar que a família se mudasse para campos mais férteis e com refeições mais regulares.

Todos os dias, desde nossa chegada, eu continuava a colocar o pratinho com as comidinhas preferidas de Pepe no mesmo lugarzinho secreto que só nós sabemos onde fica (para evitar que os Starlings, Pombos e Pardais comam toda a comida dele). Mas a comida ficava lá por dias e dias, sem ninguém comer nenhum grãozinho, nenhuma frutinha. Achei que não mais nos encontraríamos e parei de desperdiçar comida no pratinho dele.

Os dias passaram e percebi alguns blackbirds no jardim. Não havia como saber se era Pepe ou não porque eram uns quatro ou cinco visitando o jardim. Mas fiquei observando, na esperança de revê-lo. Percebi que um dos blackbirds começou a defender o território (aka meu jardim) mais fervorosamente, espantando os outros blackbirds. Fiquei de olho nele. Parecia muito com Pepe, mas de penas trocadas (eles trocam em Outubro/Novembro), agora bem pretinho, bem bonitão. Finalmente, numa manhã chuvosa e fria, eu vi esse blackbird sentadinho na cerca viva, vigiando o front. Depois de uns minutos ele desceu da cerca e ficou piando no chão, ainda olhando pra cerca. E eis que das folhagens da cerca, sai uma fêmea blackbird, muito parecida com um dos Pepeletes, com as pintinhas mais claras no peito tão características dela. O Pepelete macho, porém, não estava entre eles; é normal irmãos se separarem em territórios bem distantes um do outro para evitar cross-breeding.

Começamos a observar Pepe e Pepelete todos os dias e poucas dúvidas restaram. Como Mr.M bem apontou, Pepe tem um ar "denso" no olhar e na forma de andar, inconfundível. Mas a maior prova de todas foi quando um dia eu estava preparando meu café da manhã no conservatory, onde tudo da cozinha se encontra empilhada lá, e o blackbird estava de novo sentadinho na cerca viva. Ele me olhava, olhava, a cabecinha acompanhando meus movimentos indo e voltando da geladeira. E então, finalmente, para minha surpresa e total alegria, Pepe voou até o nosso velho, conhecido e secreto cantinho onde eu colocava a comidinha dele e esperou do lado do pratinho dele. Eu abri a porta, ele se afastou, coloquei as uvas passas mais suculentas do mundo e ele voltou para comê-las. E assim tem sido todas as manhãs. Como antes. Como sempre. I missed you, Pepe.








9 Comentários

ai, que reencontro lindo! ;-p

sempre que termino de ler seus posts fico com um sorriso bem feliz no rosto. obrigada por deixar meus dias mais leves com seus registros! um beijo.

Pepe,
I also missed you.
we´re so glad you´re back.
Tks

Welcome Back Pepe (e Pepeletes) :) tivemos uma historia parecida com os patos que vinham na piscina....:)

Marcinha, ele tava só te dando um castigo por ter viajado e deixado ele sozinho. Minha gatinha faz isso, fica de mal quando viajamos por vários dias, depois fazem as pazes.
Têm personalidade essas coisinhas!
beijo

OOOOOOOOOOOOi, Pepe! :)

como tamie escreveu acima, seus post's tem o dom de nos fazer felizes.
beijos em seu coração e uma ótima semana.

Passando para uma visitinha.
seu blog é um charme.
Boa semana....

Adoro o Pepe!
E as penas dele estão realmente lindas.

Abraços e tudo de bom, Marcia!