« Big Garden Birdwatch Weekend | Main | So Much for Spring... »

For When Spring Comes

Assim como qualquer outro jardineiro, seja inciante, amador, profissional ou metido a besta, eu estou aqui tamborilando meus dedos na mesa, olhando pela janela e esperando pela primavera. Adoro o inverno e seus dias de gelo e neve, mas quero começar a plantar no meu jardim. Like, now?

Tenho muitos planos e nenhuma experiência ou conhecimento. Já limpei os canteiros do jardim de muitas plantas que não funcionavam para nós. Não quero mais cuidar do jardim dos ex-moradores, quero cuidar do nosso jardim, com nossas escolhas.

Duas arvorezinhas de frutas foram encomendadas e estão sendo cuidadas na nursery para serem transplantadas em algumas semanas. Mas depois conto mais sobre elas.

Meu outro objetivo nesta primavera é plantar alguns legumes e vegetais. Alguns de vocês podem até fazer cara de limão e dizer "ah, mas essazinha aí é sortuda porque tem jardim pra prantá o que ela quer". É aí que lhe passo a perna. Porque todos os legumes vão ser plantados em vasos e cultivados indoor.

A razão principal de plantar assim (além da óbvia falta de espaço) é de poder ter mais controle das inevitáveis pestes. Não sei se vocês sabem, mas a Inglaterra é a capital mundial das lesmas. Duzentas lesmas por metro quadrado, por causa das intermináveis chuvas o ano todo. Fiz armadilhas de cerveja no verão passado e todas as manhãs sempre encontrava umas 30 lesmas indecentes, bêbadas e mortas. E elas comeram tudo: morangos, girassóis, folhagens, flores, até a comida que eu deixava pro porco-espinho ou pros pássaros. Tudo. Então decidi que este ano não tem moleza não. Quer comida de graça, vai no vizinho.

E as lesmas são apenas o começo da história que ainda inclui passarinhos que comem os brotos, gatos que fazem
cataratas de xixi nas minhas plantas, milhares de outros insetos e invertebrados oportunistas.

Já estou com meu arsenal de vasos, terra, sementes, suportes, tudo pronto. Escolhi plantar alguns produtos diferentes, só para ficar mais divertido de acompanhar o crescimento. Um deles é o tomate Brandywine, que é uma variedade considerada "heritage" ou "heriloom", e que quer dizer que sua qualidade é puramente herdada, que nunca foi modificada por humanos. Outro tomate no mesmo estilo que vou plantar é o Costoluto Fiorentino. Ambos são disformes, como tomates eram antigamente, antes de exigirmos tudo redondinho e perfeitinho.

E falando em arredondados, vou tentar cultivar também umas abobrinhas e berinjelas italianas redondinhas, só porque são fofas e porque quero fazer Ratatouille au Four. E não pode faltar o feijão: Fagioli Nani Splendido, para pôr no minestrone e outros ensopados. E French Breakfast Radish, rabanetes vermelhinhos para comer em fatias finíssimas na baguete com manteiga. Na lista também há saladas de alface mista e ervas que sempre uso, como o manjericão, coentro, tomilho.

Alguns eu já plantava mesmo morando em apartamento, porém a maioria vai ser a primeiríssima vez que vou tentar cultivar. Estou preparada para falhar miseravelmente por falta de experiência, mas não vejo a hora de começar. Só falta a primavera chegar...








5 Comentários

Uia, quanta coisa... várias perguntinhas:

1) onde você vai arranjar espaço para tudo?

2) como vai fazer com iluminação, vai ter aquelas lâmpadas ultravioletas ou vai deixar tudo nos parapeitos da janela?

3) não dá para fazer um círculo de sal em volta da planta para as lesmas não chegarem nelas? :-)

4) esta não é pergunta, mas comentário: os tomates heirloom são os nossos favoritos, sempre plantamos. É muito raro ver nos supermercados porque eles são deformados. Mas são uma delícia em saladas.


Mauro,
1) Nós temos um conservatory, acho que nos EUA é chamado de sunroom. É lá que pretendo colocar todos os vasos.

2) Por enquanto as bandejas de sementes plantadas em potinhos estão na cozinha, perto da janela e perto do radiator. A temperatura está entre 18-19ºC, acho que ainda é um pouco baixa pra germinar...

3) Pelo menos pelo que leio nos livros não é bom colocar sal no solo porque modifica o pH, afeta as plantas e também é ruim pros outros bichinhos e micróbios amigos que não são pain-in-the-arse como as lesmas. Recentemente li a respeito de uns nematóides orgânicos (Nemaslug) que você compra, coloca no regador com água e espalha no solo. Daí eles comem todas as lesmas. Talvez tente este ano.

4) A maioria das sementes de Heirloom que chegam aqui são dos EUA, estou curiosa para experimentar. Espero que cresçam! :-)

Olá!! Passeio por seu blog faz alguns bons meses (desde 2005) mas só agora vim deixar recadinho procê. Eu não tenho sorte com "hortinha em vasos"... Já plantei de tudo e só o que nasceu foi mato!! sniiiff... Moro em apto mas com uma boa varanda ensolarada, mas minhas plantinhas só crescem se já vierem em mudas. Fazer o quê, né? Vou ficar acompanhando de longe os seus
vasinhos, quem sabe consigo aprender com você!!
AH! Amanhã vou tentar reproduzir sua receita da massa folhada pra tchurma aqui de casa. Depois te conto no que deu!!
Bjos enormes

Oi Marcia, ja leio seu blog faz tempo e nunca comentei, mas nao resisti dessa vez. Eu passei pelo drama quando me mudei de Connecticut para o Texas, pensando na maior inocencia que agora, com um enorme quintal e sem neve, iria realizar meu sonho de jardinagem. Mas eu nao contava com o solo de limestone, cobras, escorpioes, lizzards, gecos, insetos e sapos enterrados nas floreiras. A gota (!) final foi o sol causticante, verao de 110F e a maior seca dos ultimos anos, que puseram fim nos tomates, swiss chards e ate na grama. Mas tambem nao desisti... na proxima casa: sunroom! Adoro seu blog e mal posso esperar as fotos das sua plantinhas!
Abracos,
Sunny

Olá passando para lhe desejar uma boa sorte com o seu jardim!!!!
O blog está cada vez mais lindo!!!
Beijos

Que sensação boa ler sobre jardinagem. Adoro o assunto, mas não tenho um quintal com terra, é todo no chão batido, infelizmente. Adoraria plantar e cuidar de tudo sozinha.

um ótimo domingo para os MMs.