« Eight Months | Main | The Other Side of the Pond »

Nine Months

Nove meses do lado de fora da minha barriga. E quanta evolução, my little girl.

Na época em que você estava dentro da minha barriga cada ultrassom era tão, tão precioso. Cada vez que víamos seus traços era como encontrar um tesouro raro e de valor incalculável. Ficávamos horas olhando as fotos, imaginando como seriam os seus olhos, seu nariz, sua boca. Enviávamos as fotos via email para seus avós e tios, que pacientemente concordavam conosco que você é mesmo linda.

E eis que você veio pra fora e tem ficado cada vez mais delicioso acompanhar suas mudanças físicas, suas feições faciais, suas inúmeras expressões.

A grandíssima novidade? Você agora tem dentes! Sim, no plural, dois. Na arcada de baixo, dois lindos, afiados dentinhos. Minha banguelinha já é coisa do passado, sooo last season, mas você está tão graciosa que nem consigo ficar nostálgica. Iniciamos também mais uma rotina que é de escovar seus novíssimos dentes. Tentamos com a escova mas você não entendeu nada e não quis. Então limpávamos só com o dedo e um pouquinho de pasta de dentes. Aos poucos comecei a levar você pro banheiro para me assistir escovando os dentes. Eu dava a sua escova nas suas mãos e você me assistia. Depois de muitos dias e o chão do banheiro bem escovado, você finalmente entendeu e começou a me imitar. Ainda não sabe escovar, obviamente, mas coloca a escova na boca e tenta, que é o que importa.

Você também aprendeu a acenar. Mas não é um aceno comum, dando tchauzinho não. Não, não, não. Você acena como se fosse da realeza dizendo "be gone, be gone" (ou "xô, xô") para os serviçais. Outro movimento é de erguer os braços acima da cabeça quando perguntamos "how big Sophie is?" ("qual é o tamanho da Sophie?"), com um sorrisão. E você também "dança" mexendo os braços e a cabeça.

Começou a "engatinhar" com um joelho e um pé. Nosso piso é de madeira e deve ser desconfortável ficar de joelhos. Mas você se movimenta rapidamente para todos os lados. Quase completando 10 meses você finalmente começou a engatinhar propriamente. E com esse novo horizonte, você descobriu que nossa casa é um grande playground! Tanta coisa para mexer, tão pouco tempo! Tomadas e cabos foram os primeiros alvos.

Tem sido mais difícil colocar você para dormir porque toda hora é hora de praticar engatinhar. Mesmo morrendo de sono, você senta, engatinha, brinca de Escalar Mama, rola, engatinha, senta, brinca de Escalar Mama, deita, levanta, senta, engatinha... ad nauseam.

Com tanta atividade, percebemos que você está menos rechonchuda. Perdeu as bochechonas, agora o rostinho está mais fininho. E as pernas continuam cheias de dobrinhas, mas estão mais longas.

Sua alimentação continua indo bem, apesar de você continuar testando a força da gravidade do alto do seu cadeirão. Você está expert em tomar água do copo sippy cup sem válvula. Usa com uma mão só, tão esperta. Pelo menos uma vez por semana saímos para lanchar fora e você tem se comportado muito bem. As vezes perde a paciência, que é de se esperar, mas no geral come, brinca com seus brinquedinhos, não faz muito barulho.

Socialmente tem sido complicado. Apesar dos muitos clubes, visitas, cursos e reuniõezinhas com outros bebês e mães, você continua estranhando todo mundo, chora horrores quando alguém tenta lhe carregar. Perguntei várias vezes para a Health Visitor se eu estava fazendo algo de errado. E ela me apoiou dizendo que no final das contas nós temos que respeitar o seu direito de não querer ser carregada por quem você não quer ou interagir com quem você não se sente confortável. E ela aconselhou não tentar forçar porque pode causar ainda mais inseguranças. E eu concordo. E respeito.

Afinal não é e nunca será a minha vontade ou a minha expectativa que importa. O que importa é que você descubra por si mesma o que lhe agrada, no seu próprio tempo, em seus próprios termos. Quando você estiver pronta vai ser porque você encontrou a segurança e a confiança dentro de si mesma.

Guardo comigo sempre uma frase de um poema que li, que diz que o mais valioso legado que alguém pode dar aos seus filhos são raízes e asas. Talvez neste momento seja mais importante para você saber que suas raízes estão aqui para lhe dar segurança, força e acalento. Para saber que você é amada e querida, antes de se aventurar neste nosso mundo tão complexo. Enquanto você quiser só Daddy e Mama, estaremos aqui, meu pudinzinho.

"Just be there when I need you, to tell me it's all right,
To face my fear of falling when I test my wings in flight"
-- Denis Waitley




5 Comentários | Deixe um comentário

Linda, linda, linda!!!
É sempre uma alegria pros olhos ver esta menina maravilhosa :)
E que ela queira sempre, toda a sua vida, o colinho e atenção dos papás... não há nada melhor para os pais (e para os filhos) sentirem que o mundo se ilumina qdo se encontram

Cada dia mais linda a pequenininha japonesa brasileira inglesinha mais linda do meu coração. a tchia manda beijinhos e ronrons cheios de amor para a Sophie, o papai e a mamãe. e essa foto, pelamor. merece um prêmio de fofura :D

Oi Márcia.
Descobri seu blog umas três semanas atrás e confesso que ele passou a ser meu livro de cabeceira desde então.
Admirável sua estória de vida estampada aqui no seu blog.
Parabéns por todas as suas conquistas! Que não foram fáceis e nem vieram de 'mão beijada' pra você, muito pelo contrário, todas vieram a base de muita dedicação.
Sua pequena é uma boneca de tão fofa!
Te desejo muitas felicidades na sua vida! Que sua pequena tenha muita saúde e que tenha uma vida linda pela frente.

Bj da sua nova leitora, Isa

Marcia, a Sophie eh muito linda!! Parabens!
Adoro ler seu blog, tenho acompanhado os posts da Sophie e amo ler suas descricoes.
Ser mae eh tudo q ha de melhor, eu amo, adoro, eh a melhor coisa do mundo, e sinto q vc compartilha do mesmo sentimento q eu!
Parabens a voce e seu marido pela filha linda e pela familia maravilhosa q voces construiram, Sophie eh sem duvida a truly lucky girl to have you!
Ana

Marcinha, achei linda sua frase "quando você estiver pronta vai ser porque você encontrou a segurança e a confiança dentro de si mesma". É a prova irrefutável da sua própria evolução... parece brotar do seu aprendizado ao longo da vida. Eu te conheço apenas pelo blog, mas mesmo essa percepção limitada me faz ter certeza de que valeu muito a pena todo aquele investimento - financeiro e emocional - em você mesma. Pra ser inteira, viver mais feliz, construir uma família com Mr.M, pra se tornar essa mãezona e inspirar seus leitores (como eu) com tantas histórias belas. Beijo pra você e acenos à big Sophie - não os da realeza, que esses eu queria ver a mocinha fazer, deve ser hilariante!

Deixe um comentário